Esta página web usa cookies para que possas desfrutar de uma ótima experiência de usuário e para que possamos entender como usas a web. Se consentes o uso de cookies para esta página web, continua a navegar com normalidade. Podes encontrar mais informação sobre as cookies que usamos e configurar o seu uso visitando a nossa página de configuração de cookies.

Blog

Provas desportivas: a volta em bicicleta

ciclista

Treino equilibrado, boa alimentação e inspeção do terreno, os pilares básicos

Se és um profissional da bicicleta e o mundo das duas rodas é a tua paixão, não deves descuidar nem um só detalhe de preparação para chegar às corridas no melhor estado de forma possível. O ciclismo é, juntamente com o running, das provas desportivas mais sacrificada e requer uma grande preparação. Não importa se faz sol, se chove ou se neva. O sistema cardiovascular estará submetido a um grande esforço e devemos trabalhá-lo. 

Um plano de treino definido, uma alimentação saudável e uma boa inspeção do percurso onde vais competir são o plano que deves traçar no caminho até a realização dos teus objetivos. As sessões, e mais as de resistência, variarão em função do tipo de corrida que vais preparar. A preparação é diferente para competições de um dia ou uns dias, e para uma corrida de semanas. 

Os treinos de um ciclista, que oscilarão entre quatro e cinco dias por semana, devem combinar um trabalho de resistência com um trabalho de potência e intensidade. No referente à resistência, a sessão de uma segunda-feira (primeiro dia de treino) não deve durar mais de quatro horas. Referimo-nos a sessões de arranque, ou porque o corpo ainda não está acostumado a uma distância tão longa, ou porque vens de um período de inatividade, ou porque é o nosso primeiro dia de treino. 

Pouco a pouco, iremos aumentando as horas e os quilómetros de preparação. O ideal é que cada dia faças um pouco mais de quilómetros e invertas mais tempo, para terminar a semana com uma distância longa. Mas atenção, na faz falta passar das seis horas que marca o tempo de duração de uma etapa no ciclismo profissional. 

Outro ponto a tratar são os ritmos. Não obterás nenhum benefício se todos os dias percorres o mesmo tramo, com os mesmos quilómetros e à mesma velocidade. As tuas pernas ficarão "preguiçosas" e acusarão o mínimo excesso. Um treino de seis horas muito recomendável seria: 2 horas a um ritmo suave, 2 horas a um ritmo mais forte e 2 horas a um ritmo suave. Também podes ir subindo o ritmo de forma progressiva, com um par de horas iniciais suaves, um aumento da velocidade nas dois seguintes e para terminar mais forte. 

Na tua preparação não deves esquecer o ginásio. As pernas são as protagonistas no ciclismo, mas continua a ser importante que fortaleças o peito, as costas, os ombros, os bíceps e os tríceps. Obviamente, o teu objetivo não será ganhar volume, razão pela qual as séries com aumento de peso não são recomendadas e deverás trabalhar sempre com o mesmo peso. Também te ajudarão as sessões com um rolo de treino pese a que algumas pessoas as consideram aborrecidas. Aqui trabalhas a intensidade, porque é um exercício no qual não se para. 

As técnicas de pedalar, a concentração e a capacidade para controlar o esforço também são necessárias. Tirar o máximo,partido destas técnicas, em plena competição, pode supor uns segundos decisivos. Porque no desporto tudo soma. 

A alimentação: antes, depois e durante

Como bom profissional deves preocupar-te com todos os detalhes. É tão importante um treino completo, constante e regular, como uma alimentação equilibrada com as suas convenientes doses de líquidos. O ciclismo supõe um grande desgaste físico, razão pela qual nas corridas e nos treinos longos não te deves esquecer de repor energias com água, bebidas isotónicas, peças de fruta, géis e barrigas energéticas. 

Um desportista mal alimentado não renderá, e deves evitar de qualquer forma as temidas hipoglicemias. Mas, obviamente, a alimentação prévia a uma corrida é importante, assim como a alimentação posterior também o é. As vitaminas são imprescindíveis, assim como os hidratos de carbono, os antioxidantes (extraídos das verduras) e as proteínas são fundamentais para o teu organismo. Mais ainda quando te preparas para uma competição. 

O percurso, objeto de estudo

Uma prova desportiva como o ciclismo também requer um trabalho de estudo. Em primeiro lugar conhecer-se a si próprio, saber quais são as tuas virtudes e os teus defeitos. Em segundo lugar, mas não menos importante é conhecer o lugar onde vamos correr. Os portos das montanhas, os finais planos, os contra-relógio…  tudo deve ser objeto de análise. 

A um escalador não lhe faltarão dados como a longitude de um determinado porto, a sua altitude, a porcentagem média e as zonas mais duras. Desta forma, se és um mestre das ascensões, evitarás com esta informação mais um desgosto. Saberás quando poupar energias, o momento de atacar, etc. Normalmente, um ciclista que prepara o Tour de França inspecciona os portos em carro juntamente com a sua equipa e sobe-os sozinho em bicicleta. Não te pode escapar nenhum detalhe. 

Aprende vendo corridas

Também se podem sacar muitas conclusões vendo a competição no sofá. Estratégias de equipa, momentos idóneos para atacar, análise de percursos, etc. nem tudo é preparação física. O calendário ciclista profissional oferece um grande leque de provas no seu longo período de duração (de janeiro a outubro). 

As três grandes corridas por etapas chamam a atenção: Giro de Itália (de 6 a 29 de maio), Tour de França (de 2 a 24 de Julho) e a Volta a Espanha (de 20 agosto a 11 de setembro). Os mundiais, com corridas clássicas como a Dauphiné ou a Paris-Niza também costumam oferecer um bom espetáculo. Nesta temporada, a apoteose serão os Jogos Olímpicos de Brasil, com a prova para profissionais no próximo dia 6 agosto. 

Treinar é primordial, mas não é o único. Também deves ter um plano de trabalho onde se trabalhe potência, força e resistência; uma alimentação rica em proteínas e hidratos,  e um estudo minucioso do percurso que vais competir. Estas serão as chaves para que chegues aos objetivos marcados. Com trabalho, uma boa preparação e perseverança o êxito chega. O ciclismo é um desporto tão bonito como sacrificado.

Virgin Active
​#AlwaysDiscovering

Comentários ()