Esta página web usa cookies para que possas desfrutar de uma ótima experiência de usuário e para que possamos entender como usas a web. Se consentes o uso de cookies para esta página web, continua a navegar com normalidade. Podes encontrar mais informação sobre as cookies que usamos e configurar o seu uso visitando a nossa página de configuração de cookies.

Blog

O que é uma dieta flexitariana?

flexitariana

Nos últimos anos puseram-se de moda entre os desportistas muitas dietas novas que, devido a determinadas características em relação à combinação de alimentos, fazem com que o nosso corpo trabalhe da melhor forma possível, mantendo-nos saudáveis e ajudando-nos a conseguir um corpo são sem carências na alimentação.

O que é?

A alimentação flexitariana surge das pessoas que seguem uma alimentação vegetariana de forma flexível. Esta alimentação consiste na redução do consumo de proteína animal e ir-se aproximando cada vez mais da alimentação vegetariana. Este novo termo é a combinação de “flexibilidade” e “vegetarianismo” e a sua combinação o que nos diz é que esta se baseia na priorização da ingestão de verduras, leguminosas e frutas, não chegando ao extremos de só consumir este tipo de alimentos, mas também há uma parte da dieta na qual se incorporam pequenas proporções de proteína animal.

Esta alimentação flexitariana quando é levada a cabo de forma planificada e organizada, sendo consciente do importante que é a regularidade e seguimento, é muito boa em relação a nutrientes e proporciona benefícios para a nossa saúde e para a prevenção de doenças. O seu principal beneficio é que é uma alimentação saudável, que combina os benefícios dos alimentos de origem vegetal (pele saudável, melhoria da digestão, combate infeções, anticancerígenos, etc) com os nutrientes que nos proporcionam o consumo esporádico de alimentos de origem animal (aumento massa muscular, melhoria da circulação, aumento das defesas, brilho corporal, etc).

A base deste tipo de alimentação é a combinação de cereais, leguminosas, frutos secos, tubérculos e sementes,  comendo não regularmente peixe, ovos e lácteos. O consumo de carne animal limita-se a animais que pastam, que foram felizes e que foram cuidados no ciclo da sua vida, proporcionando assim uma carne de qualidade.

Uma alimentação

Para terem ideia do que podes ser uma alimentação flexitariana, aqui têm um exemplo:

Cada dia tem de se comer três rações de fruta, podendo ser uma peça de manhã e as outras duas a meio da manhã e/ou tarde. Estas são muito importantes no pequeno-almoço e entre refeições.

Cada dia duas rações de verduras e hortaliças como acompanhamento do prato principal.

Consumir por semana umas três rações de peixe azul (salmão, cavala, atum, salmonete, …) que são uma grande fonte de ácidos gordos Ómega 3 que contribuem para a melhoria do colesterol e muitas doenças do sistema circulatório. A ração de peixe azul equivale a 125/150 g.

Entre duas a três rações de peixe branco (bacalhau, dourada, corvina, linguado, …) que têm um conteúdo gordo muito baixo, ajudam ao aumento de massa muscular, previnem o colesterol e as doenças cardiovasculares e aceleram o nosso metabolismo, melhoram a saúde do nosso cabelo e pele e estimulam a função da tiroide. A ração de peixe branco é igual à do peixe azul 125/150 g.

Umas três ou cinco rações de ovo, contando que cada ração equivale a dois ovos. O ovo aporta-nos numerosas vitaminas essenciais e nutrientes para o nosso corpo e além disso possui um nutriente essencial para o funcionamento cardiovascular e cerebral. Recomenda-se sempre que se saiba a origem do mesmo, para nos assegurarmos que o produto é de qualidade.

Três ou quatro rações de leguminosas. São uma grande fonte de hidratos e fontes de energia para o nosso corpo, aportam-nos um alto nível de ferro e fibra e minerais como o cálcio, fósforo, magnésio, iodo e potássio. A ração de leguminosas equivale a 80/100 g.

Duas a três rações de cereais. Este alimento é rico em vitaminas e minerais, aporta-nos muita energia, são baixos em gorduras e ajudam a equilibrar o nível de açúcar no sangue, além de ajudar a combater a prisão de ventre.

Duas ou três rações de tubérculos. Ricos em vitaminas e minerais como o potássio, selénio, flúor, ferro, fósforo e magnésio. A ração de tubérculos corresponde a 80/100 g.

Um conselho para realizar de forma eficiente esta alimentação é evitar panquecas e pães de sementes que se elaborem com farinha e são processados e de má qualidade. Fugir dos cereais refinados. Não abusar da soja e não consumir derivados da mesma como por exemplo o tofu. Tentar não consumir alimentos que sejam glúten puro como o seitan e que nos provocam um desajuste no intestino, permitindo a entrada de substâncias daninhas. Além disso, para completar a alimentação adequadamente recomenda-se que, ao não comer carne, e sim peixe e ovos com pouca frequência, juntar aos pratos sementes e frutos secos.

Devemos ter em conta que a alimentação flexitariana omite todo o tipo de produtos processados. Todo o alimento que não se considere saudável é descartado, mas caso não tivéssemos outra alternativa melhor não haveria nenhum problema.

Esta alimentação costuma ir acompanhada de um estudo correspondente da pessoa, já que, segundo a atividade física, o tipo de alimentação que se queira seguir e as condições da pessoa se determinam umas quantidades mais exatas e adequadas.

Este tipo de alimentação é benéfica não só para desportistas mas também para mulheres grávidas, mulheres que amamentem, crianças e adolescentes.

A alimentação flexitariana traz muitos benefícios saudáveis para o nosso corpo tanto na nossa saúde como na prevenção de doenças. As combinações efetivas de uma grande variedade de alimentos que, além disso, não são só saudáveis mas também de qualidade fazem deste estilo de vida uma opção mais que interessante quando nos pomos nas mãos de especialistas que nos aconselhem e supervisionem a alimentação, para não nos esquecermos nunca de nenhuma necessidade alimentar e assim aprender a combinar e elaborar a nossa própria alimentação e alcançar um estado mais que ótimo de saúde.

Virgin Active
#AlwaysDiscovering

Comentários ()