Esta página web usa cookies para que possas desfrutar de uma ótima experiência de usuário e para que possamos entender como usas a web. Se consentes o uso de cookies para esta página web, continua a navegar com normalidade. Podes encontrar mais informação sobre as cookies que usamos e configurar o seu uso visitando a nossa página de configuração de cookies.

Blog

O aloé vera na alimentação desportiva

El aloe vera en la alimentación deportiva

Cada dia damos mais importância a uma alimentação natural e a corrigir os desequilíbrios do nosso organismo mediante alimentos e substâncias naturais que reúnem umas propriedades adequadas para cobrir o nosso possível deficit ou carência de elementos que devem estar presentes no nosso organismo numas proporções adequadas.

A grande maioria das substâncias corretoras que se elaboram nos laboratórios farmacêuticos estão presentes em produtos naturais tais como alimentos, plantas, minerais e animais.

É evidente que, em alguns casos, a intervenção da farmacologia é necessária e que os processos de síntese de determinados princípios podem colaborar a uma absorção mais fácil dos mesmos pelo organismo ou, noutros casos, a uma difusão mais lenta necessária, e inclusive alguns que não poderiam ser assimilados no seu estado natural sem um processamento prévio e uma formulação exata.

Noutras ocasiões, o processado de determinadas substâncias naturais pode levar-nos a conseguir aplicações mais fáceis dos mesmos produtos naturais, como por exemplo a elaboração de cremes mediante processos de emulsão ou conseguir os níveis de concentração necessários de uma substância num meio que podemos ingerir, como por exemplo processamentos de infusão e solução.

Este é o caso do áloe vera, uma planta conhecida por todos e cujas propriedades têm sido aproveitadas desde sempre em cremes, géis, sabonetes e outro tipo de produtos, muito centrados na cosmética, e cuja aplicação como complemento alimentar na nutrição e nas aplicações desportivas dos complementos não está tão difundida.

Aqui queremos explicar-te como podes aproveitar esta planta na tua atividade diária mediante elaborações próprias e o que te vai aportar.

O que é o aloé vera

É uma planta espessa e de talo curto, de folhas verdes, carnudas e pontiagudas que armazena a água mediante a elaboração duma polpa ou gel no seu interior. Este gel ou carne é o que contém os nutrientes e elementos que o fazem ter umas propriedades curativas e saudáveis muito apreciadas.

Cuidado, nem todas as suas variedades são benéficas

No entanto, é muito importante ter em conta que existem mais de 250 variedades desta planta e que as suas propriedades só estão presentes em três ou quatro delas. A que mais propriedades reúne de todas elas é a variedade denominada Áloe arborescentes, com o qual, se realmente queres beneficiar de todas as suas qualidades duma forma pessoal, natural e doméstica, será recomendável que te aprovisiones de folhas procedentes desta variedade, ou que a cultives tu, o que poderás fazer de uma forma fácil pois é uma planta que não requer de cuidados especiais e que, num clima como o nosso, se adapta perfeitamente às condições de exterior ou interior.

Propriedades do aloé vera

No uso para desportistas estamos muito acostumados à sua utilização em forma de cremes, géis ou óleos, de aplicação local ou tópica, devido às suas propriedades analgésicas, antiinflamatórias e regenerativas, sendo adequada para feridas de tipo abrasivo ou queimaduras, para pequenos traumatismos e para a tonificação e cuidado da pele em geral.

É menos frequente no nosso país do que noutros onde este tipo de plantas, como o áloe vera ou o Nopal (menos conhecido, mas com muitas qualidades), são utilizadas de forma tradicional na cozinha devido às suas propriedades, com altas qualidades na alimentação desportiva.

Mas o áloe vera acumula no seu interior um pouco magia e aporta ao nosso organismo elementos essenciais de grande valor.

Principais aportes do áloe vera

  • Alto conteúdo de polifenois de grande valor antioxidante
  • Compostos como o campesterol, o lupeol e o beta-sitoesterol estão presentes no gel desta planta, com umas propriedades antinflamatórias muito aconselháveis sobretudo em processo crónicos.
  • A sua polpa natural é muito nutritiva e aporta ao nosso organismo vitaminas A, B, C e E; por exemplo, a vitamina B, em todas as suas variedades, é muito importante no reforço do sistema nervoso, favorecendo os reflexos e a coordenação, tão necessários na maioria de atividades desportivas.
  • O aporte de minerais como cálcio, ferro, magnésio, zinco, sódio, manganês e potássio é também dos mais completos que podemos encontrar.
  • É um grande libertador de toxinas, favorecendo a eliminação das mesmas no sangue.
  • As suas características antiinflamatórias contribuem para manter as artérias flexíveis e é um bom regulador da pressão arterial, o que favorece o exercício saudável.
  • Contribui para manter o colesterol de forma equilibrada, eliminando o colesterol mau e favorecendo o desenvolvimento do bom.
  • Incorpora um elemento denominado glucomanano, que facilita a conversão dos açúcares em energia, o que, além de ser importante para o controlo de determinadas doenças como a diabetes, no plano desportivo melhora o rendimento.

Como podemos preparar o aloé vera

Fundamentalmente, aproveitaremos o gel inteiro da planta, ainda que o seu látex, a lâmina da folha, pode ser empregue também devido às suas propriedades laxantes, mas é melhor fazê-lo por separado para um melhor controlo de dosificações é uma correta aplicação aos fins que se deseja.

Uma vez extraído o gel, que deverá ser duma planta madura com idade superior a dois anos para aproveitar todas as suas qualidades, e que realizaremos mediante a abertura e corte da folha e extraindo as pequenas formações cristalinas que encontramos na sua polpa, bateremos numa liquidificadora com meio copo de água.

O resultado desta elaboração podemos consumir diretamente ou podemos adoçá-lo com mel ou incorporando-o a outros batidos e sumos.

Não convém exagerar no seu consumo

É importante manter um consumo moderado e controlado de, aproximadamente, meio copo ou um copo diário, já que uma maior quantidade poderia levar a reações adversas.

Como vês, na natureza não paramos de encontrar uma infinidade de produtos que são muito benéficos para a saúde e que em muitas culturas são utilizados tradicionalmente na alimentação. Incorporar estas elaborações na tua alimentação contribui não só para melhorar o teu rendimento físico nas atividades quotidianas e no desporto, mas também enriquece a tua vida e fá-la muito mais natural e saudável.

Virgin Active
#AlwaysDiscovering

Comentários ()