Esta página web usa cookies para que possas desfrutar de uma ótima experiência de usuário e para que possamos entender como usas a web. Se consentes o uso de cookies para esta página web, continua a navegar com normalidade. Podes encontrar mais informação sobre as cookies que usamos e configurar o seu uso visitando a nossa página de configuração de cookies.

Blog

Jogos Olímpicos: como treinar para encestar

jogar-basquetebol

Os Jogos Olímpicos do Rio diputar-se-ão em breve. A sede brasileira albergará os jogos de 5 a 21 de agosto. Espanha é um dos países com um palmarés dos mais invejados no mundo. Com três medalhas de ouro nos Eurobasket de 2009, 2011 e 2015, um ouro no Mundial do Japão do ano 2006 e três medalhas de prata nos Jogos Olímpicos de 1984, 2008 e 2012.

O basquetebol é um desporto muito praticado em Espanha, tanto a nível profissional como amador. Por isso, vamos ver a mecânica dos passes e os grupos musculares que convém trabalhar para melhorar o lançamento ao cesto.

Praticar, praticar, praticar.

É necessário saber que o encestar requer muita prática, pois deve tentar-se muitas vezes para mecanizar o movimento, mas também muita técnica. Tecnica que se requer com muito treino, mas que convém observar para evoluir. O aperfeiçoamento da técnica é a chave para uma melhoria substancial nos números de cestos certeiros.

A mecânica de lançamento:

Usamos o termo mecânica ou técnica de lançamento para denominar a forma na qual se executa o lançamento ao cesto. Compõe-se dos seguintes aspetos: 

Posição: para lançar ao cesto, ambos os pés estão no solo com uma separação, entre eles, similar à distância entre ambos os ombros. Um deles ligeiramente adiantado, o do braço que vai lançar. Ou seja, se lanças com a direita, avança o pé direito e o outro ligeiramente em ângulo. Os joelhos, flectidos para favorecer o salto. De fato, o basquetebol, podemos dizer que se joga com as pernas flectidas. Esta postura favorece na altura de receber a bola, por exemplo, favorece estar preparado para realizar qualquer ação. Se recebes preparado para lançar convertes-te numa opção de ataque perigosa. 

Execução: ao executar um lançamento ao cesto o primeiro que deve fazer o jogador é fixar o ponto de mira. Como se fosse uma arma, enquanto vai armando o braço, com a vista vai procurando o objetivo, pedindo fizpxar a mira da sua "arma" à tabela ou ao aro. 

Para armar o braço devemos tomar a posição de lançamento. Com o cotovelo flectido e a mão em cima dele (como se levasses uma bandeja um pouco por em cima do ombro). O punho deve estar flectido e a mão em concha com os dedos separados, repartindo-se em círculo para agarrar a bola. A palma da mão toca a bola. A outra mão também é fundamental, porque estando também em concha aguenta a bola para que esta não caia e, sem agarrar, acompanha a bola até que está sai das mãos. 

A mão que efetua o lançamento acompanha a bola e com um leve toque favorece a rotação da bola até ao cesto, criando um efeito. Lança-se tentando que descreva um arco no ar, traçando uma parábola até ao cesto. 

Os músculos do basquetebol

Pelo que pudémos ver, para conseguir uma boa mecânica de lançamento são vários os grupos musculares a trabalhar, inclusive com trabalho específico no ginásio. Vejamos os músculos necessários para jogar basquetebol

As pernas e os glúteos:

Diz-se sempre, quiças inconscientemente, que para jogar basquetebol faz falta ter pernas. É certo, são fundamentais. Os músculos superiores e os glúteos são necessários para realizar saltos. Os dos gémeos para subir no salto, mas também para acelerar nas corridas e assumir os diferentes ritmos de corrida necessários no jogo. Na defesa, umas pernas fortes são imprescindíveis. 

Abdómen e costas (inferior):

São imprescindíveis para garantir estabilidade, sobretudo ao saltar e voltar ao solo. A sua força amortecerá o golpe e o impacto de todos e cada um dos saltos que demos duranteo jogo.  Uma musculatura forte no abdómen também te ajudará para a posição de defesa. É claro, no que diz respeito ao lançamento, uma musculatura no abdómen e nas costas favorecerá a estabilidade nos lançamentos ao cesto. 

Os braços:

Os braços são fundamentais para a mecânica de lançamento. A força dos teus bíceps influenciará na velocidade de execução do teu lançamento ao cesto, que será mais ágil quanto mais fortes e flexíveis sejam os teus bíceps. Fundamentalmente, nos lançamentos de três pontos que requerem mais força.

Os braços também trabalham muito na defesa impedindo a jogada do adversário, sendo, sem dúvida, juntamente com a agilidade de pernas, fundamentais na defesa. Uma boa defesa parte de uma boa posição de pernas, semi flectidas e com deslocações laterais rápidas para acompanhar o adversário. Mas também é necessário um movimento de braços ágil, para cima e para baixo, que sirva de obstáculo à todas as ações, inclusive lançamentos, da equipa contrária. 

Analisa o teu lançamento ao cesto e melhora.

Por último, vejamos uma série de conselhos para que análises o teu lançamento e vejas o que podes melhorar:

  • Os teus pés devem estar bem alinhados com o aro. 
  • Olha sempre para o branco, foca a mira do teu lançamento ao cesto.
  • Cotovelo ligeiramente aberto.
  • Espera estar no ponto mais alto para saltar e lançar a bola. 
  • Acompanha o lançamento sem chegar a estender o braço completamente. 

No caso do lançamento de livre o salto é estático, com os pés alinhados com a linha de livres. Aqui, talvez o primeiro trabalho seja mental, para que te isoles de tudo o que ocorre à tua volta quando marcas o livre. És o centro das atenções e tens de saber isolar-te e concentrar-te na mecânica do lançamento. Convém que desenvolvas uma rotina para segui-la cada vez que lances um livre (exemplos: driblar a bola três vezes, respirar profundamente, olhar para o cesto, armar o braço, aguentar o ar, olhar para o objetivo é lançar ao cesto).

Jogar basquetebol é uma forma divertida e saudável de fazer desporto com amigos. Melhorar é possível se invertes um pouco de esforço em analisar a tua mecânica e em praticar para poder evoluir.

Virgin Active
#AlwaysDiscovering

Comentários ()