Esta página web usa cookies para que possas desfrutar de uma ótima experiência de usuário e para que possamos entender como usas a web. Se consentes o uso de cookies para esta página web, continua a navegar com normalidade. Podes encontrar mais informação sobre as cookies que usamos e configurar o seu uso visitando a nossa página de configuração de cookies.

Blog

Jogos Olímpicos: Badminton

treino-badminton

O badminton é um desporto muito popular em alguns países do sudeste asiático que, pouco a pouco, vai adquirindo mais fama no âmbito ocidental. Nos últimos anos multiplicaram-se as escolas que proporcionam a opção do badminton aos seus alunos e as ajudas estatais para manter desportistas semiprofissionais deste desporto, que exige um treino muito específico combinando corpo e mente e que, por vezes, pode chegar a ser muito espetacular.

O badminton nasceu no século XIX na Índia mas, como acontece com quase todos os desportos, foram os ingleses que o regularizaram e incorporaram a estrutura federativa e as regras que atualmente se seguem em todo o mundo.

No badminton enfrentam-se dois jogadores ou duas equipas de dois jogadores que competem num campo retangular com 13,40 metros de comprimento por 5,18 de largura em individuais e 13,40 metros por 6,10 em pares.
O campo está dividido por uma rede. O jogo consta de três sets, vencendo o jogador ou par que alcance a cifra de dois sets. Cada ponto ganho sobe ao marcador do jogador ou equipa correspondente, com independência se tem o saque ou não, e o set acaba quando um dos dois chega aos 21 pontos. Em caso de empate a 20, continuariam a jogar a pontos até que algum jogador alcance uma diferença de dois pontos, ou até que alguém chegue a 30, razão pela qual 30-29 é a pontuação máxima de um set.

Tanto as raquetes como as bolas de badminton são especiais. As primeiras têm um tamanho inferior às de ténis na zona da corda e o seu cabo é muito maior. Por outra parte, as bolas, chamadas volantes, têm uma forma cónica aberta e penas no remate, razão pela qual o seu movimento é, por vezes, pausado e noutras muito rápido. Saber controlar essas situações é a chave para um bom jogador de badminton.

O treino do badminton deve compreender aspetos técnicos e físicos. Dentro dos primeiros haverá que treinar as diferentes manobras e especialmente os saques. No aspeto físico, o jogador de badminton tem uma grande capacidade cardiovascular, porque estamos a falar de um desporto de resistência, e além disso tem que ter os seus grupos musculares, especialmente os do trem inferior, preparados para esforços explosivos muito intensos, como sprints. Por isso, pode realizar-se um trabalho específico no ginásio com pesos e outras máquinas, ainda que se deva ter sempre em conta que uma excessiva ganância muscular implicaria um maior peso total do jogador e, a longo prazo, reduziria a sua velocidade e eficácia.

O badminton é, na atualidade, um desporto olímpico, tendo sido introduzido no programa dos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992. Desde aí, países asiáticos como China ou Indonésia encontraram nesta modalidade uma boa forma de conquistar medalhas, graças aos êxitos de desportistas como Taufik Hidayat, Tony Gudawan, Chen Long ou Lui Xerui. Até à entrada do badminton nos Jogos Olímpicos, eram os Campeonatos Mundiais, cuja primeira edição data de 1978, o evento mais importante deste desporto, com dominadores de latitudes similares aos atuais "craques" da especialidade. Antes dessa data era o torneio inglês All England o evento mais prestigiado e aquele que todos os grandes jogadores queriam incluir no seu palmarés.

Atualmente, o badminton é um desporto em crescimento em Espanha, com uma Copa de Espanha muito ativa, e muitos jovens que dispõem de uma preparação quase profissional nesse sentido. Nunca um espanhol participou nos Jogos Olímpicos, mas parece que isso mudará em breve.

Virgin Active
Live Happy - Be Active

Comentários ()