Esta página web usa cookies para que possas desfrutar de uma ótima experiência de usuário e para que possamos entender como usas a web. Se consentes o uso de cookies para esta página web, continua a navegar com normalidade. Podes encontrar mais informação sobre as cookies que usamos e configurar o seu uso visitando a nossa página de configuração de cookies.

Blog

Indumentária desportiva: Flamenco

flamenca

Não se pode negar que o Flamenco é um dos grandes embaixadores da cultura espanhola. Esta é uma das expressões culturais mais caracteristica de Espanha ou pelo menos a que mais se popularizou a nível internacional. É um baile muito apaixonado e sobre tudo com muito carácter, pelo qual ninguém deveria deixar de experimentar a sua voluptuosa execução e calor.

Mas o Flamenco não depende só dos movimentos, uma das principais características são as suas chamativas indumentárias que proporcionam uma identidade única a este baile. Cada estilo de dança tem a sua própria indumentária e o flamenco não podia ser diferente.

O fato de Flamenca

O fato de flamenca é a indumentária mais chamativa e característica de todo o conjunto. Trata-se de um vestido comprido até aos tornozelos, ajustado na cintura, com muita "roda" e faralaes nas mangas, saia e decote do peito. Normalmente se pode confundir com o conjunto usado pelas sevilhanas, mas este é muito mais simples. Regra geral o tecido é um estampado de bolas, mas podemos também encontrar estampados de cor liso.

Se pode complementar com uma echarpe o lenço, sendo que o lenço de Manila o mais importante de todos. Regra geral, a flamenca leva o cabelo apanhado, mas não é uma regra totalmente rigída. Este conjunto tem a sua origem no sec. XVII, quando começou a popularizar-se entre as mulheres de etnia cigana porque é bastante cómodo. Os ciganos são um grupo étnico muito ativo e para as mulheres era mais fácil moverem-se com estes fatos. Mais tarde perceberam que também era fácil e cómodo dançar com eles.

Nem sempre foi assim, ao longo de todos estes anos, existiu uma evolução de acordo com a moda de cada época, no entanto sempre se manteve o seu carácter sóbrio. Com a colonização dos espanhóis na América, estes conjuntos foram levados até ao Novo Mundo e foram utilizados como referencia para indumentárias de outros bailes tradicionais. Por exemplo, o conjunto das bailarinas Venezuelanas e de Colômbia é muito parecido com o fato de flamenca, com a diferença que este, em algumas ocasiões, pode apresentar-se uma saia mais curta.

Existem muitos museus por toda a Espanha onde podes ficar a conhecer a coleção da indumentária de flamenco utilizada em cada época até a data. Numa data importante e que se celebra na cidade de Sevilha, todos os anos são apresentados milhares de vestidos um valor histórico e uma cultura incalculável.

A fabricação dos vestidos de flamencas variam segundo o tipo e a qualidade dos fatos. Normalmente podemos encontrar vestidos confecionados em algodão, sarja, poplin ou musseline. De todas formas também este tema foi sendo modificado segundo as  novas técnicas que aparecem todos os anos. O mais importante para escolher um fato de flamenca, é assegurar que a saia não toque no chão e que o entalhe da cintura seja à medida, para dar uma figura mais sensual ao baile.

Flores flamencas

Do vestido, as características mais chamativas de uma bailarina flamenca são as flores com que adorna o cabelo. Apesar de não ser uma característica indispensável, para qualquer bailarina é sempre importante luzir um bom ramalhete de flores para se destacar.

Como saberás, cada flor tem uma simbologia especial, assim que te podes aproveitar desse detalhe para escolher se queres transmitir algo especial no momento de bailar. As rosas estão relacionadas com o amor e paixão, por outro lado os cravos transmitem empatia. A eleição neste sentido é livre, não uma flor especialmente determinada.

No entanto, sim que existem flores criadas especialmente para os bailes flamencos. Muitas de elas não são naturais, seria complicado que uma flor natural se mantivesse em bom estado depois de uma apresentação, mas as que usam são igualmente vistosas. As flores flamencas aplicam-se em conjunto com o que podemos chamar "pente", que permite fixar a flor ao penteado para que não se solte durante a atuação.

Sapatos de flamenca

Os sapatos de flamenca são um calçado de salto alto por uma questão meramente musical. Quando uma mulher baila, o saltos altos geram uma percurssão que estranhamente vai ao mesmo ritmo que a rumba. De fato, quando as mulheres bailam com as castanholas, geralmente fazem-no descalças para que o som dos saltos altos não suje o ritmo das castanholas.

Castanholas

As castanholas são instrumentos de percussão, feitos de madeira e que são utilizadas pelas bailarinas de flamenco em determinados baile. As castanholas emitem um som seco, similar ao choque de dois pedaços de madeira, mas com um tom mais limpo.

Este instrumento não foi criado em Espanha, foram os Fenícios os encarregados de fabrica-lo. Tal como acontece com a saia de flamenca, na América do Sul também podemos encontrar rasgos de transculturação com este instrumento. Em Venezuela e Colômbia, utilizam as maracas como percussão na música tradicional. Dos instrumentos que utilizam sons um pouco diferentes mas cuja utilização e função é similar.

Lenço de Manila

Este último acessório que deves adquirir para o baile de flamenco como uma autentica flamenca é o lenço de Manila. Este não forma parte da indumentária original dos ciganos, foi introduzido nos finais do sec. XVII pelos desenhadores da época e que era um artigo popular entre as mulheres. O que lhes proporcionava uma maior elegância e classe.

O lenço é normalmente quadrado, fabricado em seda com cores vivos. A sua aparição no baile flamenco foi tão forte que inclusivamente existem estilos de baile flamenco com e sem lenço.

São muitas, em conclusão, os elementos que fazem o flamenco o que atualmente é. Mas o mais importante é a paixão que transmitem as pessoas que fazem com que esta arte, seja sua.

Virgin Active
#AlwaysDiscovering

Comentários ()