Esta página web usa cookies para que possas desfrutar de uma ótima experiência de usuário e para que possamos entender como usas a web. Se consentes o uso de cookies para esta página web, continua a navegar com normalidade. Podes encontrar mais informação sobre as cookies que usamos e configurar o seu uso visitando a nossa página de configuração de cookies.

Blog

Desportos ao ar livre: conselhos para fazer triatlo

prova-de-triatlo

O desejo de superação e de conseguir sentir-se cada vez mais em forma leva as pessoas a praticarem desportos cada vez mais exigentes e completos. Atualmente são muitas as disciplinas que podes levar a cabo para que te sintas bem, realizar exercício, trabalhar os teus músculos e conseguir um corpo mais saudável e também uma mente mais plena. Entre eles, um dos mais aconselháveis e que conta cada vez com um maior número de adeptos é o triatlo. Ser capaz de nadar, andar de bicicleta e correr, e fazê-lo tudo seguido, não é algo ao alcance de todos, é verdade. Mas também é verdade que existem diversos tipos de triatlo desde o sprint até o de ultra-fundo, mais conhecido como Ironman, que farão com que possamos praticar aquele que mais se adapte às nossas circunstâncias, exigências e desejos. 

É muito habitual que se comece realizando corridas populares ou marchas cicloturistas e depois se vá juntando outros desportos complementares como os que fazem parte do triatlo. Talvez este seja o teu caso. Se já és um runner assíduo, se te moves como um peixe na água ou se imitas a um Contador, Froome… numa bicicleta, porquê não dar um passo mais e fazer um triatlo?

Deixa-te assessorar

Como em qualquer prática desportiva, não te deves lançar como um louco ao teu primeiro triatlo. Exige disciplina é muito treino. O mais aconselhado, antes de nada, é que te inscrevas num clube ou te ponhas nas mãos de um treinador pessoal. Assim, além de partilhares as tuas experiências, dúvidas e objetivos com outros companheiros, estarás bem assessorado e não cometeram erros de novato que podem deitar por água abaixo os teus sonhos. Além disso, deves ter presente que vais treinar e competir num desporto ao ar livre. Como tal, o básico é que te federes para estares assegurado ante qualquer percalço e também pela tua própria saúde. 

Conselhos fundamentais

Ao ter de treinar três disciplinas, deves ter atenção a uma grande quantidade de detalhes que podem marcar a diferença entre o êxito e o fracasso. Por exemplo:

  • Nas sessões de natação é aconselhável treinar com fato de neoprene. Pode ser incómodo, mas será o que vestirás no dia da competição e tens de te habituar a ele. Deve ser como uma segunda pele para que nada te detenha neste primeiro tramo da competição. Mais ainda se o teu objetivo é enfrentar o desafio em plano competitivo, pois ser dos primeiros a sair da água é fundamental para enfrentar com mais segurança e tranquilidade o tramo da bicicleta. 
  • Seguindo com a natação, não basta que sejas um especialista em crol. É verdade que será o estilo que mais vais usar, mas em determinadas circunstâncias, sobretudo em distâncias longas, é aconselhável mudar e nadar em MARIPOSA ou bruços. Em alguns momentos, inclusive, para ajustar os óculos ou a touca, por exemplo, ou para relaxar um pouco os músculos, nadar de costas pode ser uma boa opção.  
  • Outro conselho é respirar bem, não stressar e evitar as zonas com mais gente. Às vezes convém que te afastes um pouco para que possas nadar mais tranquilo, ainda que faças uns metros mais. 
  • No triatlo vais trabalhar todos os músculos do corpo, por isso é muito aconselhado praticar não só os três desportos implicados, mas também realizar sessões de musculação no ginásio, com as quais conseguirás aguentar mais e evitar lesões. 

Sobre a bicicleta, tranquilidade

A transição da água para a bicicleta é um dos momentos mais especiais, espetaculares e emotivos. Será a altura que sais da água para te sentares em cima da bicicleta e lançares-te ao asfalto sobre rodas. Este será o melhor momento da competição para que te hidrates, comer algo e inclusive, relaxar um pouco as pernas, por exemplo nas descidas. Por isso convém que nos treinos já tenhas experimentado que tipos de alimentos te caem melhor. Pode ser que sejam os géis, as barrigas, as frutas, … Cada corpo é um mundo, assim que deverás experimentar por ti.

Os treinos na bicicleta talvez sejam os mais longos e podem ser um tédio. Por isso aqui é extremamente aconselhado conseguir que companheiros de clube, amigos ou família te acompanhem e vivam contigo o teu desafio. Este tramo também pode ser o mais perigoso, por causa das quedas. Deves treinar a forma de ir em grupo para evitares inconvenientes. Também é fundamental treinar as transições para as fazer de uma forma rápida e não ter nenhum problema. 

O tramo final, a corrida a pé: aqui decide-se tudo

Por fim chega a última transição, a da bicicleta para a corrida. Já levarás mais de metade do desafio, mas falta uma parte tão importante como exigente. Os triatlo costumam decidir-se neste tramo. Além disso, será onde mais vais sentir o calor dos apoiantes, não só porque costuma ser por dentro de uma cidade, mas também porque conforme vais correndo vais vendo e ouvindo o seu apoio. Aqui, sobretudo se corres perto de casa, seria bom tar amigos, familiares, … espalhadas pelo circuito para que te animem e te dêem esse paus de força e motivação que de certeza te vai fazer falta. Na altura de treinar, não te deve esquecer de praticar com um profissional a técnica de corrida. É aconselhável combinar as saídas longas e aeróbicas com outros dias de séries rápidas onde trabalhes a força. 

O dia do triatlo, para desfrutar

Depois de passares horas e horas a treinar, depois de teres deixado muitas coisas de lado para preparares este desafio, chega o dia da prova e nada pode correr mal. Aqui a chave é uma atitude positiva. Não te esqueças que é algo que tu te desafiaste, deves enfrentá-lo com ilusão e com muita alegria. Desfruta de cada momento, das tuas sensações ao te levantares, do pequeno almoço, da conversa com os teus entes queridos. Vai para a corrida com tempo, está tranquilo colocando a tua bicicleta e a guardar a roupa. Olha bem para a meta e para a saída, centra-te que esse é o teu objetivo é não o esqueças em toda a prova. E quando te atires à água, desfruta. Não penses no que ainda falta, pensa apenas que estás a viver uma grande experiência.

Virgin Active
#AlwaysDiscovering

Comentários ()