Esta página web usa cookies para que possas desfrutar de uma ótima experiência de usuário e para que possamos entender como usas a web. Se consentes o uso de cookies para esta página web, continua a navegar com normalidade. Podes encontrar mais informação sobre as cookies que usamos e configurar o seu uso visitando a nossa página de configuração de cookies.

Blog

Conselhos PRO para aplicar no teu primeiro triatlo

prova de triatlo

O triatlo é uma das provas desportivas mais duras e exige uma preparação em muitos campos para poder enfrentá-la com garantias. Se a natação, o ciclismo e o atletismo são disciplinas muito duras em separado, imagina o que deve ser realizá-las todas seguidas numa só competição. 

De seguida, vamos dar-te alguns conselhos para o teu primeiro triatlo que te levem a enfretá-lo com êxito. 

Cuidar da alimentação 

Seria aconselhável que durante a preparação da prova fizesses cinco refeições por dia, variadas e saudáveis. Às três principais (pequeno almoço, almoço e jantar) junta um lanche e uma refeição ligeira a meio da manhã. É importante também comer algo sólido para que te recuperes depois do treino, como por exemplo uma peça de fruta. Tens de ingerir muitos hidratos de carbono para que não te falte energia, proteínas para fortalecer os músculos e vitaminas e minerais, além de gorduras boas, para o correto funcionamento do organismo. As quantidades dependerão do número e da intensidade dos treinos, assim como das tuas características físicas. 

Atenção aos minerais

Este último ponto é muito importante, já que os minerais e vitaminas ajudam-nós a protegermo-nos da oxidação. Lembra-te que quando estás em pleno esforço o organismo elimina uma grande quantidade de toxinas, mas também abundantes sais minerais e vitaminas que têm uma função antioxidante, razão pela qual não deves descuidar o consumo desses nutrientes. 

Manter uma boa hidratação

A quantidade recomendada de consumo diário de água é de 1,5/2 litros, mas tem de ser aumentada. A está quantidade base juntarás o que necessites consumir nos treinos. Não deves estar mais de meia hora em esforço sem repôr líquidos. Na competição, hidratar-te-ás continuamente. Mas não é só isso. Tens de consumir algo mais de líquidos antes da prova para teres um bom funcionamento orgânico desde o primeiro metro. Lembra-te que na natação não te vais poder hidratar normalmente. 

A força de vontade é imprescindível no triatlo

Evidentemente, há pessoas que, por assim dizer, estão mais qualificadas para sofrer e aguentar um esforço máximo. Não confundir este último com a qualidade. Nesta disciplina múltipla, é necessário um certo grau de desejo de superação e força mental. Não só na competição, mas também para superar a dificuldade dos treinos, que pode ser alta. 

Procura apoio num especialista  

É bom contar com a ajuda de um treinador especialista na matéria que te possa pôr um objetivo realista e ao mesmo tempo, motivador. Algo muito difícil criar-te-ia uma frustração que seria complicado superar, enquanto algo demasiado fácil faria com que te relaxasses e no decorrer da prova far-te-ia pior do que eras. 

Pautas do treino

Como dissémos antes, é fundamental que te coloques nas mãos de alguém que trabalhe contigo e conheça as tuas fortalezas e debilidades. O treino para o triatlo tem a dificuldade extra de que requer preparar três disciplinas completamente distintas. Daí que seja bom o conhecimento das tuas fortalezas e debilidades, mas cuidado com isto, já que aqui entra em jogo a estratégia. Há circunstâncias nas quais um atleta aumenta ainda mais a sua fortaleza e treina menos a debilidade. Ainda que o normal seja o contrário. 

O treino que faças deve trabalhar a relação esforço-descanso perfeitamente, pois assim se melhoram as pausas. Trabalharás as primeiras semanas incrementando pouco a pouco o volume e intensidade, fazendo que primeiro prevaleça o volume e conforme te aproximes da competição, a intensidade. Nos dias antes do triatlo não deves fazer grandes esforços nos treinos

Deves pautar cuidadosamente o teu ritmo diário

É importante começar pouco a pouco e não colocares metas até que passem umas semanas. Respeitar um mínimo de sete horas de sono é imprescindível para a correta recuperação do organismo. 

Deves repartir as sessões de treino de cada disciplina para optimizar o rendimento. Por exemplo: 3 sessões de ciclismo e 4 de natação e atletismo (isto poderia variar, não só pelas tuas qualidades mas também nas distintas fases da preparação). 

A soma deste esboço da um total de onze sessões semanais. O que quer dizer que durante cinco dias combinarás dois desportos, já que é necessário guardar um dia para descansar. Podem haver planos que trabalhem os três desportos no mesmo dia. Já aqui dissémos que ao combinar três especialidades, o leque na preparação é grande. 

A importância das transições 

A transição é o momento da competição no qual passas de uma disciplina para outra. 

Em casa, podes experimentar despir os elementos de natação e vestir os de ciclismo e destes passar para os de atletismo no menor tempo possível. Desta maneira saberás como ganhar tempo, por exemplo, com a ordem de colocação das peças de roupa, tendo os atacadores dos ténis apertados ou não levando ou reduzindo o número de peças para substituir. Deste modo ganharás uma certa habilidade, mas não te esqueças que na competição terás de fazê-lo com muitas mais pulsações

O perigo das cãibras 

Muito cuidado, tens de trabalhar as transições musculares. Nestas sessões com duas disciplinas tenta reproduzir a ordem da competição, já que mudar de disciplina com a musculatura castigada pode provocar-te cãibras e diminuições de ritmo importantes por fatiga muscular, que se podem evitar na maioria dos casos. 

A estratégia

Deves planificar perfeitamente a prova a partir dos resultados dos treinos. Sendo a primeira vez que realizas um triatlo, traça uns tempos constantes de passo nas diferentes referências. 

Se te afastas desses tempos, tem claro que há uma margem de erro provocado pela dificuldade do terreno. A exceção a esta regra é que não deves estar sozinho em nenhum momento da prova. Na natação podes aproveitar as ondas. No ciclismo, a roda e no atletismo, o esforço extra de marcar o ritmo. Assim, em caso de teres de escolher entre as referências de tempo e a companhia, sem dúvida elege esta última. A decisão de ir um pouco mais rápido ou ficares com um grupo que vai mais devagar vai ser ditada pelas tuas sensações.

Virgin Active
#AlwaysDiscovering

 

Comentários ()