Esta página web usa cookies para que possas desfrutar de uma ótima experiência de usuário e para que possamos entender como usas a web. Se consentes o uso de cookies para esta página web, continua a navegar com normalidade. Podes encontrar mais informação sobre as cookies que usamos e configurar o seu uso visitando a nossa página de configuração de cookies.

Blog

Como evitar lesões no esqui

descida-de-snow

Todos estamos sujeitos a precauções na prática desportiva. No entanto, está nas tuas mãos reduzir o risco de lesões. O esqui tem muitos componentes particulares que deves ter em conta na altura de prevenir incidentes. Vamos rever todos eles e vamos dar também atenção ao trabalho fora de temporada.

O esqui pode apresentar uma sinistralidade mais elevada que outros desportos devido aos seus elementos diferenciadores. Pratica-se em alturas concretas do ano, não costuma ser a atividade desportiva principal e tem um equipamento muito específico, além de se desenvolver num terreno que poderíamos definir como inóspito.

Um equipamento em mau estado aumenta o risco de lesões

Não há que ser muito inteligente para saber que desde o momento em que não é o nosso corpo o que contacta com o solo, o equipamento é fundamemtal para a prevenção. É fundamental trabalhar com esquis e bastões em bom estado. Se são teus comprova antes da arividade que estejam em boas condições. Verifica se têm inclinações diferentes, pois isso é o suficiente para piorar o teu equilíbrio. Qualquer golpe pode produzir este problema, tal como as rachas que vão aumentando. Se alugas o equipamento, o ideal é que o revejas bem e não o alugues com pressa e a correr.

A roupa é importante. Tem de evitar que o frio passe, já que poderias apanhar uma constipação. Também nos devemos proteger contra os raios solares. Uns bons óculos de sol são muito importantes quando estamos na montanha.

Ser conscientes das nossas possibilidades evitará acidentes

Não devemos ser impetuosos nem deixarmo-nos levar por pessoas mais capacitadas para esquiar. Dependendo da modalidade que pratiquemos elegeremos um percurso de acordo com as nossas características físicas. Isto aplica-se não só às pistas de descidas como também ao esqui de fundo. Se o cansaço é muito grande, os apoios são piores e pode falhar-nos alguma articulação.

Em todo o momento deves ter uma boa visibilidade para poder rectificar traçados ou evitar choques fortuitos. Se o problema está nos óculos, para num sítio que não tenha perigo ajusta-os e limpa-os bem. Se é um problema climatérico (se o tempo piora) é melhor que pares com a atividade.

Não tens de esperar que os responsáveis das pistas te avisem de algum contratempo. Talvez onde um esquiador com prática se maneje bem, tu ainda não o faças.

O respeito aos sinais e recomendações é fundamental. Se os profissionais advertem de alguma questão costuma ser porque já houve algum problema. Isto estende-se à eleição correta das pistas. Se és um praticante ocasional, não vás para uma pista negra (aqui está incluído o primeiro dia da temporada que subas para esquiar).

O esqui tem uma série de particularidades que deves ter em conta

É um desporto que no nosso país tem uma temporada de prática muito determinada que se prolonga durante uns cinco meses. O normal é que um amante do esqui realize nos sete meses restantes outras atividades desportivas, e inclusive que trabalhe para estar em forma parado inverno seguinte.

Desenvolve-se sempre num clima e condições ambientais muito determinadas. Faz frio, e logicamente há neve. Por isso o equipamento também é muito específico.

Além de terem cinco meses bons, o normal é que os praticantes sejam muito de fim de semana. O que indica que ao longo do ano seja difícil, até para alguém assíduo, superar os trinta dias de prática ao ano.

É um desporto familiar, o que acontece por ser uma atividade de fim de semana. Mas na prática também é assim, é raro que um pai ou uma mãe não desçam acompanhados dos seus filhos.

Preparar-se fisicamente para a temporada ajuda-nos a desfrutar do esqui sem contratempos

Ainda que para muitos seja uma atividade simplesmente de ócio, todos conhecemos pessoas que se lesionaram nestas circunstâncias. O tempo de paragem entre temporadas e dentro das mesmas, o escasso número de sessões, assim como o fato de que os nossos braços e pernas trabalhem os deslocamentos manejando objetos, fazem com que necessitemos de um certo treino para o esqui. Tudo o que não se treina, esquece-se.

Pensa que a forma específica e a memória muscular estão perdidas quando começas a temporada. Isto faz com que os teus movimentos já por si sejam menos precisos, o que aumenta o risco de lesões.

Vamos ver o que necessitamos para enfrentar com garantias a temporada invernal e inclusive, trabalhar fisicamente durante a semana.

Um bom estado cardiovascular é a chave

Pode trabalhar-se o aeróbico de muitas maneiras. O esquiador muitas vezes é um runner ou um ciclista e com isto cobriria o expediente. Se não, sempre se pode trabalhar no ginásio, na bicicleta ou na passadeira.

Resistência muscular

Trabalhamos a resistência muscular a correr ou na bicicleta, mas aqui poderias introduzir o trabalho da elíptica que além do mais te ajudaria cardiovascularmente. Também podes trabalhar com roldanas fazendo séries de quinze repetições a 60% dos diferentes grupos musculares.

Fortalecimiento específico de articulações

Trabalhos em superfícies instáveis e trabalhos de força para fortalecer a musculatura que corresponde ao funcionamento dos joelhos, que é a articulação que mais sofre na prática de esqui.

Core

Com este nome referimo-nos à cintura abdominal. Realizar um bom trabalho de dorsais, abdominais e lombares está demonstrado que previne lesões em qualquer prática desportiva, já que fortalece a conexão entre as extremidades inferiores e o tronco. Pode praticar-se com métodos como o Pilates ou o yoga, mas também com uma grande gama de abdominais e exercícios de costas.

Durante a temporada de inverno é bom que entre semanas vás trocando estes aspetos para que te encontres cada vez melhor e mais seguro sobre os esquis.

Num ginásio podes abarcar estas quanto grandes frentes na preparação para uma temporada de esqui satisfatória. Não duvides que uma forma física adequada é a melhor preparação para evitar lesões.

Vemo-nos na neve.

Virgin Active
#AlwaysDiscovering

Comentários ()