Esta página web usa cookies para que possas desfrutar de uma ótima experiência de usuário e para que possamos entender como usas a web. Se consentes o uso de cookies para esta página web, continua a navegar com normalidade. Podes encontrar mais informação sobre as cookies que usamos e configurar o seu uso visitando a nossa página de configuração de cookies.

Blog

Aulas de grupo: quais são as melhores para começar

aula-de-combat

Por uma questão de motivação, para conhecer gente nova ou por qualquer outro motivo, muita gente prefere assistir a aulas de grupo, seja ao ar livre ou num ginásio, em vez de optar pelo treino individual. 

Das muitas opções de aulas de grupo que existem, vamos analisar os prós e os contras de cada uma delas. Esperamos poder ajudar-te a começar com o pé direito a divertida aventura de te pores em forma num ginásio

A importância da formação dos instrutores

Como em qualquer profissão, existem diferentes níveis de preparadores físicos nos diversos clubes e ginásios. Desde licenciados em ciências do desporto ou educação física até diplomados, treinadores federados, com título de personal trainer, etc. O mais importante é que te assegures que o nível de formação do monitor que te vai treinar cobre as tuas expectativas. 

Por desgraca, alguns monitores não têm título e outros conseguem-no on-line, razão pela qual é imprescindível que consultes previamente a formação dos instrutores do ginásio, tanto em conhecimentos teóricos como práticos, e sobre a experiência laboral em aulas de grupo

Solicitar uma avaliação inicial pelo instrutor eleito

Outra questão importante na altura de começar a realizar uma atividade com um ou outro instrutor é que tenhamos uma "entrevista" com ele, informando-o sobre o nosso nível de atividade, estado de forma e problemas ou deficiências que possamos padecer, para que nos indique se nos vê capacitados para frequentar as suas aulas ou, em todo o caso, se devemos fazer algum tipo de treino prévio para ter um pouco mais de preparação antes de nos introduzirmos no grupo.

Muitos ginásios solicitam um relatório prévio para este fim, mas tal como quando vais ao médico, não é suficiente ver o historial mas sim examinar o paciente. Por isso, o ideal é que sejas avaliado pelo monitor antes de te juntares ao grupo de uma aula. Este primeiro contato ser-te-á muito valioso para observar se tem ou não as qualidades que estavas à procura.

Assistir a uma das suas aulas como observador

Antes de te inscreveres, o ideal seria poderes assistir a uma das suas aulas apenas como observador, para avaliares se podes seguir o ritmo do grupo. Também é muito importante que observes o trabalho do monitor com o grupo e se durante a atividade o monitor faz só de modelo sem orientar nem corrigir movimentos. 

Repara também se faz ou não sugestões e correções particulares, se presta assistência aos que vão mais atrasados ou se apenas se centra nos que lhe seguem o ritmo, o trato que tem com o grupo e inclusive se gostas da música que utiliza. Todas estas questões vão servir-te para eleger a pessoa ideal com a qual te inicies no fitness

E se não me convence, que opções tenho?

Se a visita à sua aula e a entrevista com ele não te convencem, é melhor que optes por outro instrutor ou outra atividade, ou inclusive, outro ginásio. Pensa que um treinador é também um agente de saúde, assim que se não vês claros os seus critérios e explicações ou não te parece convincente a sua atenção aos integrantes das aulas de grupo, é melhor que saias a correr!

Às vezes, a melhor solução é um personal trainer que te prepare durante um tempo para aquela atividade que queiras realizar e, quando tenhas o teu corpo preparado para ingressar nessas sessões grupais que te atraem mas que não parecem aptas para novatos, fazê-lo então com garantias suficientes de não te lesionares e desfrutar da atividade. 

Que tipo de treino me convém mais para começar?

Nem todas as aulas de grupo são iguais. Já aqui falámos das sessões de fitness onde o instrutor executa e o grupo segue, atua como um monitor modelo mas não tem tempo para parar para corrigir posturas, movimentos e um sem fim de detalhes que podem ajudar-nos a fazer o exercício corretamente. Além disso, algumas pessoas podem utilizar uma terminologia técnica para dar a aula que te seja difícil de compreender, confundindo as suas instruções em algum momento. 

Sem uma preparação prévia não te aconselhamos praticar Body Combat, Body Pump, Body Attack ou outras similares, nas quais o instrutor está distante do grupo, dando as instruções em voz alta ou com um microfone, mas não o verás para para fazer uma correção, explicar a técnica correta ou aproximar-se dos principiantes para adaptar-lhes o exercício. 

Além disso, devemos acrescentar que a maioria destas aulas de grupo são como um comboio em andamento. Os alunos que assistem com frequência a estas aulas conhecem de cor os exercícios e as coreografias, sabem adaptar-se à intensidade e dosificam o esforço. Ao mesmo tempo, os monitores devem ter um ritmo que cubra as expectativas da maior parte do grupo, com o inconveniente de que se costuma permitir o acesso livre às suas aulas de alunos com pouca experiência, razão pela qual não podem começar de novo diariamente. 

As melhores aulas de grupo para principiantes

Outra possibilidade seria optar por aquelas deste mesmo modelo, monitor-música-grupo, que não suponham tantos riscos para a saúde, ao constarem de exercícios menos intensos e menos técnicos. As aulas de grupo clássicas como Step, Aerobic ou Zumba baseiam-se sobretudo na coordenação, e a tua maior preocupação será não perder-te nos passos. Também é pouco arriscado praticar na água. As opções de Aquacombat, Aquafitness ou Aquazumba são muito benéficas para a saúde, divertidas e relaxantes. 

Há outro tipo de aulas de grupo nas quais o instrutor não tem de fazer de modelo todo o tempo ao ritmo de uma canção, e sim, explica um exercício para depois se ir movimentando pelo grupo corrigindo,posturas e dando valiosas orientações. Pilates, Yoga, Taichi, algumas modalidades de fitness e muitas outras que se realizam ao ar livre ajustam-se a este modelo.

Uma vez que tenhas encontrado aquela aula que se ajuste ao teu nível, com um bom monitor que se preocupe com a tua saúde e a tua aprendizagem e te vás desenvolvendo a nível físico em força, resistência, flexibilidade e coordenação, então chega o melhor. Poderás ir mudando de atividade, desfrutando da oferta variada que existe nos ginásios que normalmente permitem o acesso livre dos seus sócios a todas as aulas de grupo.

Virgin Active
#AlwaysDiscovering

Comentários ()