Esta página web usa cookies para que possas desfrutar de uma ótima experiência de usuário e para que possamos entender como usas a web. Se consentes o uso de cookies para esta página web, continua a navegar com normalidade. Podes encontrar mais informação sobre as cookies que usamos e configurar o seu uso visitando a nossa página de configuração de cookies.

Blog

As marcas da moda lançam a sua própria 'roupa desportiva'

roupa-desportiva

De uma ou outra forma, o desporto impregna praticamente tudo na nossa sociedade. Cada vez são mais as pessoas que o praticam e devido ao protagonismo social que adquiriram das grandes estrelas, através da informação desportiva ou da publicidade, estão permanentemente a entrar na maioria dos lares. 

Podemos não saber nada de futebol, de ténis, de basquetbol ou de automobilismo mas quase todos, tenham a idade que tiverem, sabem a que se dedicam desportistas como Ronaldo, Messi, Nadal os irmãos Gasol ou Frenando Alonso. 

A consequência de tudo o anterior é que nos últimos anos disparou o consumo de roupa desportiva. Alguns para poderem praticar a sua modalidade preferida e outros porque são aficionados a uma equipa e admiradores de um determinado desportista.  

Nestes últimos casos, o efeito simpatia é determinante: há crianças que não querem que os seus pais lhes comprem umas chuteiras quaisquer para jogarem futebol e sim, umas iguais às do Messi. Existem adultos que nunca fizeram desporto e não pensam fazê-lo, mas que por serem admiradores incondicionais do Real Madrid e do Ronaldo compram produtos das marcas desportivas ou roupa interior pela qual o avançado português dá a cara. 

Febre do running

O que é uma evidência é que em Portugal pratica-se cada vez mais desporto. De forma federada ou não. A sua prática vai muito mais além de participar numa liga de futebol, basquetbol ou andebol. Diariamente, e principalmente aos fins de semana, há uma legião de pessoas que vão correr para a rua. É a febre do running, que apareceu há algum tempo e que ainda está em plena ebulição. 

O que, naturalmente, fez com que a venda de roupa desportiva disparasse. É algo parecido ao que ocorreu há uns anos quando quase todos jogavam padel, ou o que sucede agora a quem vai duas ou três vezes por semana ao ginásio, que continua a ser um dos templos favoritos dos portuguesa na altura de planificar o seu tempo para o desporto.  

Como se fosse pouco, nos últimos anos também ficou na moda o uso de roupa desportiva durante o tempo de ócio, o que originou que muitas pessoas comprem roupa desportiva para sair a passear, para ir comprar pão ou ir tomar umas cervejas ao bar com os amigos.

Desta forma, as grandes marcas desportivas conseguiram alcançar um importante volume de negócio em todo o mundo, de tal forma que em situações de pobreza extrema, é familiar ver a imagem de alguém com uma camisola do Real Madrid CF ou do FC Barcelona

Isto torna-se possível devido ao auge da prática desportiva que se viveu e continua a viver na sociedade e devido aos contratos que as marcas mais importantes do sector fazem com as estrelas mais importantes do momento. Estes acordos permitem que as marcas desportivas possam utilizar com fins comerciais a imagem dessas figuras. 

As grandes marcas da moda lançam linhas de desporto ante a evidência de que cada dia se vende mais este tipo de roupa, inclusive para vestir no dia a dia, para ir comprar pão ou para ir tomar uma cerveja

E ante esta nova realidade, as principais marcas de roupa começaram a reagir e a implementar medidas comerciais de autodefesa, que passam pelo lançamento de novas linhas de roupa desportiva. Vimos isto acontecer em Espanha, onde o grupo líder em vendas de roupa, conta já com uma linha de roupa desportiva. 

Uma aposta das marcas convencionais pela roupa desportiva que terminou por ser muito,potente, porque para a sua elaboração recorreu-se aos melhores materiais existentes no mercado. Assim pretendem conseguir uma sub marca de qualidade na qual as peças estejam confeccionavas com os melhores materiais e a última tecnologia. 

Desta forma, as suas peças estarão no patamar da excelência ao converterem-se numa espécie de termostatos com capacidade para regular a temperatura do corpo, e porque a transpiração será um dos seus pontos fortes. 

Mas não são só as grandes marcas de roupa estão a lançar linhas específicas de roupa desportiva. Alguns artistas famosos também o estão a fazer, para tirar o máximo partido comercial do seu nome. É o caso de uma conhecida cantora. 

A paixão pela roupa desportiva levou algumas marcas a criar linhas que estejam em consonância com a sua política de preços. Mas devido ao fato do mercado ser tão amplo e diverso, deu-se o caso de afamados desenhadores terem elaborado a sua própria marca de roupa desportiva de luxo. 

Langerie

Não são só as marcas de roupa tentaram a sorte nos últimos tempos. Também as marcas de langerie o fizeram, as quais não duvidaram em lançar "coleções desportivas", nas quais incluem roupa para prática de yoga, fitness ou running.

Neste campo proliferaram as peças tanto para homens como para mulheres e especialmente orientadas para a prática de running. O objetivo é que o corredor sinta uma maior comodidade enquanto vai devorando quilómetros. 

Definitivamente, a entrada de grandes estrelas nos nossos lares através da televisão e a paixão pela vida saudável que se instaurou nos últimos tempos em boa parte da sociedade levou as principais marcas de moda e de langerie a compreender que não lhes restava outra senão entrar no mundo do desporto. E assim o fizeram.

Virgin Active
#AlwaysDiscovering

Comentários ()